Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Para Jantar e Marmitar

Ideias simples para jantar e levar na marmita no dia seguinte

Pavlova light de morangos

Contei-vos aqui o pedido do Mulo para eu fazer uma pavlova, e aqui está ela. Como a ideia era ser o mais saudável possível - dentro do pouco saudável - decidi fazer umas alterações à receita inicial, reduzindo o açúcar para metade, e substituindo a outra metade por stévia. Também optei por utilizar morangos que sendo mais doces, não necessitam de adição de açúcar. Adicionei-lhes só alguma stévia para criarem um pouco de molho e reguei-os com um pouco de água natural.

 

Pavlova light de morangos

Pavlova.jpg

 

Ingredientes para a pavlova:

  • 6 claras
  • 3/4 de chávena de chá de açúcar
  • 1/2 chávena de stévia em pó
  • 1 colher de chá de vinagre de vinho branco
  • 1 colher de chá de farinha maisena
  • Papel vegetal

 

Preparação:

  1. Pré-aquecer o forno a 180º.
  2. Bater as claras em castelo, até que as claras fiquem bem firmes.
  3. Adicionar lentamente o açúcar e a stévia, sem nunca parar de bater (cuidado ao adicionar a stévia, porque como é em pó tem tendência a voar para as paredes).
  4. Bater até as claras ficarem bastante espessas e brilhantes.
  5. Adicionar a colher de vinagre e a de farinha e bater até envolver bem.
  6. Num tabuleiro de ir ao forno, forrar a papel vegetal (não untado), e verter as claras para o papel vegetal de forma a fazer um circulo, com ajuda de uma espátula.
  7. Baixar imediatamente o forno para 100º e deixar cozinhar por cerca de 1h30.
  8. Deixar a pavlova arrefecer dentro do forno.
  9. Servir apenas quando estiver fria.

 

Ingredientes para o molho:

  • 1 iogurte grego não açucarado
  • Morangos q.b.
  • Stévia q.b.

 

Preparação:

  1. Num recipiente colocar os morangos com a stévia e deixar repousar no mínimo uma hora para ganhar calda.
  2. Separar alguns morangos para a decoração, antes de adicionar o iogurte.
  3. Adicionar o iogurte e misturar bem, para que a calda seja bem incorporada no iogurte.
  4. Verter por cima da pavlova e decorar com os morangos reservados.

 

E não façam como eu fiz... deixem mesmo arrefecer dentro do forno (de porta fechada) não façam a batota de abrir o forno para ela arrefecer mais rápido, que depois ela quase desaparece. 

 

E por que é que ela ficou amarelada e não branca? Pois, não faço ideia! Mas que estava boa, estava...

 

Bom apetite com o mínimo de culpas possíveis!

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.